Postagens

Mostrando postagens de Outubro 4, 2009

Uma xícara exalando o aroma de um bom café estimula o corpo e a mente

Imagem
Barista caseiro
Com grãos e cafeteiras especiais, servir o café perfeito virou um programa doméstico
CELSO MASSON







Uma xícara exalando o aroma de um bom café estimula o corpo e a mente. Suas fragrâncias convidam a um mergulho na história e a uma viagem pelo mundo. Originária da Etiópia e difundida para a Europa e o Oriente a partir do século XV, a bebida que os árabes chamaram de qah’wa e os turcos de kahve(as duas palavras significando “vinho”) chegou a ser proibida tanto no mundo islâmico quanto em países europeus. O motivo era a alteração do humor que o café provoca.
Essa foi também a razão de seu sucesso planetário. Nos últimos anos, surgiram até torneios internacionais para baristas, os profissionais que dominam a arte de preparar os melhores espressos. As máquinas caseiras e os grãos para gourmets viraram uma febre e abrem espaço para abandonar de vez o velho bule e o coador.
Não é à toa que é de origem italiana a palavra espresso, que define a bebida obtida por meio de máquinas em qu…

Ao contrário do que se pensa, portanto, kebab não é sinônimo de sanduíche

Imagem
Kebab não é sanduíche, é o churrasco das arábias
Por que o enrolado de kebab é chamado dessa maneira, como surgiu e como pode ser preparado esse delicioso prato do Oriente Médio
LAURA LOPES




Kebab, souvlaki, kabob, kabab e michuí são nomes diferentes para um mesmo prato: carne grelhada, normalmente cortada em cubos. O primeiro é usado na Turquia, o segundo, na Grécia, o terceiro e quarto, no Irã, e o último, no Líbano. Muda o país, muda o tempero, mas o espírito do prato permanece o mesmo. A carne é colocada no espeto e cozida na horizontal ou na vertical. Este é o shish kebab da Turquia. Se é grelhada no espeto vertical giratório, o mesmo equipamento usado para fazer churrasquinho grego no Brasil, leva o nome turco de döner kebab, shawarma para os árabes ou gyrus na Grécia. Daí o nome do churrasquinho popular e de baixo custo, ainda que a carne, os temperos e os acompanhamentos sejam completamente distintos daqueles usados na Grécia. 

Ao contrário do que se pensa, portanto, kebab não é si…

Amor se escancara, não se esconde, não se oculta, não se valoriza

Imagem
Irmã univitelina do amor, a felicidade só existe, com a presença deste.
Vivemos em busca permanente da felicidade.
Nos auges da juventude, quando a jura secreta do amor eterno prenuncia, nos dispomos a andar descalços sobre roseiras espinhosas, escalar montanhas de gelo, atravessar mares a nado, pular de para-quedas e até virar vegetariano.
Na luta em busca da felicidade, não se pode desprezar o amor.
Este tem que estar presente, sempre, a qualquer hora, minuto, segundo.
A caminhada da felicidade, nos torna maridos, esposas, filhos, filhas, genros, noras, cunhados, cunhadas, tios e tias.
Adjetivos se agregam.
Hábitos se refazem.
Sabores, fragrâncias, gosto musical, literário, tudo passível de adequação.
Se neste período da busca da felicidade, estas coisas não se encontrarem, cuidado.
Sua felicidade corre perigo.
Mesmo que o amor não se ausente.
Política e outras coisas de maior ou menor importância, não faz muito importância.
A felicidade, irmã univitelina do amor se ajeita nestes momentos.
Afinal…