Postagens

Mostrando postagens de Julho 17, 2016

Augustos anos do Sr Augusto

Imagem
Nos augustos anos da década de 30 nascia um Augusto pai. O pai do Geraldo Cota, filho de índia e mineiro nervoso, de infância dura e difícil, nasceu na terra do Urucânia, cidade mineira do santuário Nossa Senhora das Graças. Acompanhando a irmã foi parar em Sem Peixe, terra sagrada, onde nasceu quase toda sua prole, 9 lindos e lindas filhos e filhas, exceção ao caçula Alexandre que enterrou seu umbigo na quente Ipatinga. O esposo da Matildes Cota, a mais formosa dama de Sem Peixe, filha do querido Vô Dedé e da Vó Nana, trabalhava como sapateiro, profissão que aprendeu com seu cunhado, de onde também herdou o apelido, Tino, que mineiramente é falado Sôtim. O devoto de São Vicente de Paula, seu confrade desde sua fundação em Sem Peixe, peregrinou por alguns municípios vizinhos para levantar a grana do dia a dia, e deixava sua prole nas mãos da mãe da Titita, primeira filha do casal, que se virava nos trinta e com a ajuda do pai, criava seus rebentos. Mas a maior parte foi mesmo em Sem Peixe…